A verdade do que está acontecendo entre Corinthians e Matías Rojas

Desde que decidiu sair do Corinthians, no início de fevereiro, Matías Rojas não apareceu mais no Parque São Jorge e entrou com uma ação na FIFA contra o clube. Porém, quase um mês depois, o atleta segue vinculado ao Timão, estando devidamente registrado na Confederação Brasileira de Futebol e na Federação Paulista.

O rompimento de contrato, no entanto, gera divergências entre as partes. Para Corinthians, CBF e FPF, o contrato do jogador paraguaio com o clube tem validade até junho de 2027. Para o atleta e seu estafe, Rojas estaria livre no mercado, já que a quebra do vínculo se deu por justa causa.

E o Inter Miami?

Assim que ‘saiu’ do Corinthians e anunciou que estava livre no mercado, Matías Rojas passou a negociar com alguns clubes sul e norte-americanos – já que a janela de transferências para a Europa já havia se encerrado. E, rapidamente, chegou a um acordo com o Inter Miami, para ser companheiro de Lionel Messi e Luís Suárez.

O problema é que, na prática, a liberação para um novo clube só ocorrerá – de acordo com o Globo Esporte – quando for solicitado o registro do meio-campista. Quando isso acontecer, Corinthians e CBF serão notificados, e o clube do Parque São Jorge terá sete dias para atender a solicitação. Em caso de negativa por parte do Timão, o jogador poderá acionar a FIFA.

Desde o início desta polêmica, a diretoria do Corinthians manteve contato com o advogado do jogador, em busca de um acordo amigável. Como isso não ocorreu, as conversas foram encerradas e não retomaram até o presente momento. O acordo de Rojas com o Inter Miami, aliás, ainda não saiu do papel.

Comentários estão fechados.