Ancelotti pode respirar aliviado após informação de que seria preso

Carlos Ancelotti vive um dilema na sua vida pessoal. O Ministério Público da Espanha protocolou na última quarta-feira (6), um pedido de quatro anos e nove meses de prisão para treinador do Real Madrid. O técnico é acusado de fraude fiscal, por não declarar mais de 1 milhão de euros (R$ 5,7 milhões, na cotação de hoje) nos anos de 2014 e 2015.

Porém, Ancelotti por respirar aliviado quanto ao pedido de prisão. Isso porque nos últimos casos mais recentes, envolvendo o fisco e personalidades famosas e milionárias, não terminaram em prisão. A lista de famosos que viveram uma situação parecida com a de Ancelotti é grande e vai além do esporte.

O caso que ganhou maior visibilidade é o da cantora Shakira. Em 20 de novembro de 2023, a colombiana admitiu que sonegou 14,5 milhões de euros (cerca de R$ 78 milhões) em impostos entre 2012 e 2014. Com a confissão, a cantora fez um acordo com a Justiça da Espanha e pagou uma multa de 7,25 milhões de euros (R$ 34 milhões), que equivalia a 50% do valor sonegado. Assim, evitou cumprir uma pena de 3 anos de prisão.

Processos desta natureza costumam encerrar com o pagamento de multas milionárias à Agência Tributária espanhola. Mesmo em casos nos quais a sentença prevê o cumprimento de pena, há formas de fazer acordos com o Ministério Público para não cumprir o período de reclusão.

No mundo do futebol, as duas maiores estrelas deste século também viveram situação parecida: Messi e Cristiano Ronaldo, ídolos em Barcelona e Real Madrid, neste caso jogaram no mesmo time: o dos processados pelo fisco espanhol.

Em de maio de 2017, Messi foi condenado pelo Tribunal Supremo, a última instância da Espanha, a 21 meses de prisão por fraude fiscal de 4 milhões de euros (R$ 21,5 milhões) nas declarações de Imposto de Renda entre 2007 e 2009. Já o português Cristiano Ronaldo, admitiu que deixou de pagar 5,7 milhões de euros em (R$ 30,7 milhões) impostos entre 2011 e 2014.

Ambos entraram em acordo com a justiça espanhola para escapar da prisão. O jogador argentino pagou uma multa de 2 milhões de euros (R$ 10,7 milhões) e escapou da prisão. Já CR7, pagou uma série de multas que, somadas, chegaram a 18,8 milhões de euros (R$ 101 milhões). Com os pagamentos, evitou cumprir uma pena de 1 ano e 11 meses de prisão.

Comentários estão fechados.