Augusto Melo não demorou muito e rebateu polêmica envolvendo Duilio

A briga pública entre a atual gestão, de Augusto Melo, e a antiga, liderada por Duilio Monteiro Alves, já não é novidade para quem acompanha o Corinthians. Agora, no entanto, a discussão ganhou um novo tema: os carros blindados que teriam sido adquiridos pelo mandatário anterior, de acordo com levantamento apresentado pelo atual presidente do clube.

No início de março, Duilio, por sua vez, assinou um requerimento pedindo uma explicação da atual diretoria sobre os tais veículos encontrados. Em resposta, Augusto Melo negou ter dado qualquer tipo de entrevista afirmando que existia alguma frota de blindados do clube.

Entre ataques e defesas, Augusto Melo busca solução para finanças do clube

Assim que assumiu o comando do Corinthians, Augusto Melo passou a investigar as finanças da gestão anterior, que culminaram na atual situação crítica dos cofres do clube. Buscando soluções para o rombo financeiro que o Timão se encontra, o atual mandatário teria supostamente encontrado pelo menos 15 carros que seriam usados por dirigentes de gestões anteriores.

Foi quando a ‘bomba’ explodiu, e fez com que Duilio Monteiro Alves viesse a público se defender. Além disso, o ex-presidente do Corinthians assinou um requerimento no Conselho Deliberativo do clube para que a atual diretoria explicasse tal acusação. Em resposta, Augusto Melo negou que tenha dado entrevistas com esse teor.

A resposta do atual presidente do Timão foi entregue a Romeu Tuma Júnior, presidente do Conselho Deliberativo do clube, na última segunda-feira (01). E, de acordo com um trecho ao qual o UOL Esporte teve acesso, Augusto diz que não concedeu nenhuma entrevista “asseverando que o clube possuiria de 15 a 20 carros blindados”.

Comentários estão fechados.