CBF projeta grande mudança nos campeonatos estaduais e Corinthians será afetado

A Confederação Brasileira de Futebol está planejando uma mudança no calendário do futebol brasileiro a partir de 2026. A proposta é reduzir o número de datas disponíveis de 16 para 12 na programação anual elaborada pela confederação e repassada para as federações.

A implementação das novas diretrizes é prevista para 2026 e ocorre devido a contratos já firmados que abrangem o período anterior. Por exemplo, o Campeonato Paulista possui um acordo para o formato com 16 datas com a Record para TV Aberta até 2025.

A Federação Paulista de Futebol, que recebe uma resistência significativa, é a principal opositora à mudança. O Campeonato Paulista gera pelo menos R$ 30 milhões para os principais times em termos de transmissão. Neste ano, o Palmeiras, campeão estadual, arrecadou mais de R$ 50 milhões entre verbas de televisão, premiação por título e bilheteria.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Estaduais mais curtos

Atualmente, já existem estaduais, como o Mineiro, que são disputados em apenas 12 datas. Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF, tem mantido conversas com as federações, destacando a importância de repensar esse formato para tentar aliviar a maratona de jogos.

Curiosamente, os times que mais reclamam do calendário são os que provavelmente serão o principal foco de resistência, especialmente porque possuem os estaduais que geram mais receita. Além dos times paulistas, os cariocas e os gaúchos também são considerados potenciais obstáculos a essa mudança.

Comentários estão fechados.