Cicinho revela climão nos bastidores do São Paulo

A eliminação precoce do São Paulo no Campeonato Paulista, nas penalidades diante do Grêmio Novorizontino, trouxe algumas sequelas ao clube do Morumbi. Além das críticas pesadas da torcida sobre o técnico Thiago Carpini, a ausência de James Rodríguez na disputa de pênalti chamou a atenção.

De acordo com o ex-jogador, e ídolo do São Paulo, Cicinho, a situação do jogador colombiano no Tricolor não é das melhores. Durante o programa ‘Arena SBT’ da última segunda-feira (18), o antigo lateral do clube revelou que JAmes não tem apoio do elenco são paulino, chegando a ficar 30 minutos por dia no CT, sem muito contato com os companheiros.

Carpini não expõe James, mas torcida pesa nas críticas

Questionado por Cléber Machado no Arena SBT de segunda-feira sobre a situação de James Rodríguez no São Paulo, Cicinho não titubeou: “o James praticamente não treinou na semana. Eu tive informação de dentro do São Paulo. O James não passa mais que 30 minutos dentro do CT. 30 minutos por dia. Ele entra, faz o trabalho dele e rala. Ele não é comprometido e o elenco não está com ele.”, disse.

Pouco depois, o ex-lateral do São Paulo também criticou a ausência do colombiano na disputa por pênaltis contra o Novorizontino. O que, para o técnico Carpini, faz parte dos estudos e análises feitos pela comissão técnica nos trabalhos da semana.

“Nós temos um relatório do que trabalhamos na semana com o percentual de cada um, mas no dia a gente também ouve o feedback do atleta, por estar seguro ou não, e temos que levar isso em conta também, se o atleta está à vontade ou não. (Ele não pediu para não bater). Só que outros atletas se manifestaram antes sobre bater, esperamos a manifestação dos atletas e seguimos assim. Gostaria de exaltar a personalidade do Diego, que quis bater. Erramos todos e caímos de pé, convictos com o que foi feito”, disse Carpini em entrevista após a eliminação.

Comentários estão fechados.