Conmebol avisa sobre premiação recorde e Corinthians já prepara a maleta de dinheiro

Em outubro, no Uruguai, irá acontecer mais uma edição da Libertadores feminina. Diferente da masculina, que acontece ao decorrer do ano, na das mulheres é escolhido uma sede, onde as equipes passam por uma fase de grupos e as melhores colocadas avançam para a fase eliminatória, até chegar na grande decisão e que define com quem irá ficar o tão sonhado título da América.

Esse formato é semelhante com que é usado na Libertadores Sub-20, onde o Flamengo foi campeão ao bater o Boca Juniors na grande decisão. Na feminina, o campeão também é uma equipe brasileira. O Corinthians é o atual detentor do título e irá em buscar de defender o caneco. Caso consiga sair de lá com a taça, terá fatura uma quantia milionária.

Conmebol aumenta quantia de premiação da Libertadores Feminina

Durante o sorteio da fase de grupos da Libertadores Masculina, a Conmebol aproveitou para poder contar algumas novidades da competição feminina. Entre elas está o aumento da premiação para os clubes, em especial ao campeão. A equipe que conquistar o título no Uruguai irá levar para casa, além da taça, a quantia de dois milhões de dólares, que significa cerca de R$ 10,9 milhões na cotação atual.

Esse aumento é de 15%, comparado ao que foi pago na temporada passada. Assim, o valor pago neste ano será o maior em toda a história da competição. O vice-campeão irá levar 600 mil dólares. Só de participar da competição, os clubes irão levar para casa cerca de 50 mil dólares.

Comentários estão fechados.