Corinthians aplicou 5 a 1 no Cianorte e evitou vexame

Corinthians e Cianorte já são velhos conhecidos, principalmente quando o assunto é Copa do Brasil. Afinal, ambos já duelaram na segunda fase do torneio de mata-mata nacional – em jogo que marcou a estreia do narrador Milton Leite no SporTV. Hoje, os dois clubes voltam a medir forças na competição. A partida está marcada para às 20h, no estádio Willie Davids.

Na ocasião, no primeiro duelo da história de ambos, o jogo colocou frente a frente um clube gigante e ‘galáctico’ com um que havia sido recém-criado. Contando com nomes como Carlos Tevez, Carlos Alberto, Fábio Costa e Roger Flores, o Timão encarou o time do então técnico Caio Júnior.

Roger Flores: “Seria um vexame”

Com mais de 34 mil torcedores, o Pacaembu tremeu e viu o Corinthians “fazer história”. Entre aspas mesmo, já que histórica – de forma negativa – teria sido a eliminação do clube para o Cianorte. E a tarefa não era nada simples, já que o primeiro jogo daquela edição terminou em 3 a 0 para o clube paranaense.

Por conta disso, os comandados do argentino Daniel Passarella precisava vencer por mais de três gols para avançar no tempo normal. E com a bola rolando, deu Timão, que fez nada menos que 5 a 1 e passou quase que sem sustos. À época, o resultado foi tratado como “nada mais que a obrigação” do Corinthians, como disse o próprio Roger Flores, meia do Timão no duelo em questão e hoje comentarista da Globo.

“A gente chegou ao jogo muito forte. Sabíamos que o que tinha acontecido no primeiro jogo foi um acidente, que o time era muito bom. Lógico que ainda estava em formação, mas tínhamos total noção que éramos superiores ao Cianorte […] a eliminação teria uma repercussão muito grande. Era um time totalmente desconhecido, do interior do Paraná, contra o time mais badalado do cenário nacional naquele momento. Seria um vexame”, disse.

Comentários estão fechados.