Corinthians já prepara a caçamba de dinheiro para quebrar outra multa contratual

A atual temporada colocou o Corinthians em evidência por diversos fatores: bom desempenho dentro de campo, reação histórica no Derby Paulista, contratações, saídas polêmicas de jogadores, e também por conta do dinheiro. E assim como fez com o patrocinador master, deve mudar os naming rights do estádio.

Depois de chegar a um acordo com a Vai de Bet, para ser sua nova patrocinadora master, o Timão precisou romper o contrato com a outra casa de apostas que exibia seu nome na camisa do clube, a Pixbet. Na ocasião, o Corinthians chegou a um acordo com a marca para pagar R$ 40,1 milhões de multa. Agora, o clube do Parque São Jorge pode ter de fazer a mesma coisa com a Hypera Pharma.

Vem aí: arena do Timão pode mudar de nome

Após fechar o maior patrocínio master de um clube de futebol no Brasil, com a empresa Vai de Bet pagando um total de R$ 370 milhões por três temporadas – sendo R$ 10 milhões por mês e mais R$ 10 milhões de luvas -, o Corinthians pode fechar um novo naming rights para sua casa.

De acordo com o jornalista Samir Carvalho, do UOL Esporte, o Timão, depois de um estudo de mercado feito em conjunto com a diretoria do clube, pretende negociar um novo acordo para o nome da atual Neo Química Arena. Os valores podem ultrapassar R$ 1 bilhão.

O foco da atual direção do clube, porém, é a negociação dos naming rights do CT Joaquim Grava, o que já está em andamento. Mas, em segundo plano, já estuda formas de pagar uma possível quebra de contrato de 20 anos com a Hypera Farma, para retirar o nome Neo Química da Arena. O valor da multa, no entanto, é mantido em sigilo.

Comentários estão fechados.