Corinthians pode adotar a mesma estratégia para Coutinho e Tite

Com o início da temporada em andamento o Corinthians ainda tem muito a enfrentar no futuro. Para o restante do ano, a diretoria pretende trazer reforços pontuais, que sejam oportunidades de mercado e cheguem com status de titular. Ainda assim, não existe pressa dentro do clube para realizar contratações.

Um dos grandes sonhos do presidente alvinegro, Duílio Monteiro Alves, é o meio-campista Philippe Coutinho, atualmente no Aston Villa, da Inglaterra. É sabido que os ingleses pretendem negociar o jogador e aguardam propostas da Europa para tentar recuperar os 20 milhões de euros investidos na última janela.

O Timão já se mostrou disposto a acertar com o jogador, inclusive pagando integralmente os salários, mas terá que esperar o fim da janela de transferências europeia para tentar a contratação. Caso não consiga nessa, poderá tentar outra investida em junho, ao fim da temporada no Velho Continente.

Ao mesmo tempo, o Corinthians deve monitorar a situação de Tite. Nesta semana, o treinador, enfim, assinou sua rescisão contratual com a Seleção Brasileira, algo que já estava prometido desde antes da Copa do Mundo do Qatar, em novembro de 2022.

No entanto, mesmo sendo outro sonho de Duílio, a contratação do técnico depende de alguns fatores, o principal deles é o desempenho do atual comandante, Fernando Lázaro. Além disso, Tite já deixou claro que não pretende assumir equipes neste momento e deseja tirar férias para passar tempo com sua família.

Contudo, o cenário pode mudar no segundo semestre caso algum time europeu tente a contratação do ex-técnico da Amarelinha, que já deixou claro a vontade de trabalhar na Europa.

Da mesma forma que Coutinho, o Timão teria que esperar o fechamento das janelas de transferência no Velho Continente para tentar negociar com Tite, isto é, caso nenhuma proposta satisfatória encontre os dois sonhos do presidente alvinegro.

A janela de transferências de janeiro abriu no dia 1º e fecha no dia 31 na maioria dos países da Europa. Após este período, é esperado que o Corinthians tente investir em seus desejos de mercado.

Mercado do Timão

Com o início da temporada e a abertura da janela de transferências o Timão já tem feito movimentações no mercado. O objetivo da diretoria é vender atletas para arrecadar fundos e trazer reforços pontuais para o elenco.

Os primeiros a deixar o clube foram aqueles que tinham vínculos por empréstimo, como Bruno Melo e Robson Bambu.

Além deles, Mateus Vital, Matheus Davó e Ramiro também deixaram a equipe. Os três foram para o Cruzeiro de maneira definitiva. O lateral-esquerdo Lucas Piton também saiu do clube rumo ao Vasco. E mais recentemente, o zagueiro Raul Gustavo foi emprestado ao Bahia.

A negociação mais aguardada pelos torcedores era a permanência de Yuri Alberto, concretizada nesta semana. Para ficar com o jogador o Corinthians enviou Du Queiroz e Robert Renan para o Zenit, da Rússia.

O alvinegro também conseguiu a permanência do volante Maycon por mais uma temporada. O jogador estendeu seu vínculo de empréstimo e ficará no Brasil até dezembro de 2023.

Até o momento o Timão trouxe dois reforços. O paraguaio Ángel Romero iniciará sua segunda passagem pelo alvinegro e o lateral-esquerdo Matheus Bidu foi contratado para substituir Piton.

Comentários estão fechados.