Corinthians se posiciona sobre deixar a Nike e assinar com concorrente

Desde janeiro de 2003, Corinthians e Nike começaram uma lendária parceria, onde a empresa americana é a responsável por produzir as camisas e outros materiais que o clube utiliza e vende para os seus torcedores. A empresa foi a sucessora da Topper, que foi a primeira fornecedora de material esportivo que divulgou a sua marca na camisa do clube paulista.

Com um pouco mais de 20 anos dessa lendária parceira, ela pode estar em vias de ser encerrada. De acordo com algumas pessoas ligadas ao time, o contrato entre as partes se encerra neste ano. Porém, existe uma cláusula de renovação automática, que pode estender esse vínculo até o ano de 2029. Em entrevista, o superintendente de marketing do clube revelou qual é o posicionamento do clube.

Marketing do Corinthians revela que nenhuma decisão foi tomada sobre parceira com a Nike

Em janeiro deste ano, quando Augusto Melo assumiu o comando do clube, o superintendente de marketing do clube, Sergio Moura, revelou que Nike e Corinthians seguem conversando para poder reformular o contrato, que vence em 2029. Sergio também revelou que o vínculo vigente é muito antigo, assim muitos valores e clásulas serão revistas. Mas a expectativa é de que a marca americana siga no Timão.

“O contrato vai até 2029 e temos algumas clausulas. é um contrato muito antigo, que foi feito lá atrás. O mundo mudou muito desde a assinatura. É um contrato que tem um número de pagamento por royalties, vendas de produtos. Mas ele foi estabelecido em valores e baseado em moedas que a gente tem conversado e discutido para que seja bom para ambos”, revelou Sergio.

Comentários estão fechados.