Corinthians surpreendeu todo mundo e contratou jogador que era surfista

O Corinthians surpreendeu todo mundo ao contratar jogador que era surfista. O centroavante de 27 anos de idade, chegou ao clube para compor o sistema ofensivo e acredita que fará grande história com a camisa do Timão.

Pedro Raul chegou ao Corinthians em fevereiro, após ficar pouco mais de seis meses no time Toluca, do México. Pelo Timão, o centroavante que já soma quatro jogos e um gol, falou sobre sua relação com o esporte e como se dividia entre o surf e o futebol.

“Futebol, futebol sempre desde criança. Já surfei, meu pai foi surfista, ele me ensinou. Mas o que eu mais gostava era futebol, meu preferido. Quando eu estava em casa e não tinha escola, era futebol. Então, sempre foi minha paixão, meu sonho.” – disse o atacante do Corinthians.

O jogador também falou sobre sua relação com a imprensa e afirmou que nunca teve problemas com a área profissional e que entende o papel fundamental que os jornalistas tem na sociedade. “Ah, muito de boa. Eu entendo que eles têm o papel deles. Às vezes a gente tenta se blindar do máximo de coisas ruins que possam vir, mas a gente entende que é o trabalho deles e é isso. Se for de uma forma respeitosa, eu acho que é de boa. Eu sou um cara que respeito muito a imprensa, nunca me envolvi em polêmica. É a forma que eu levo, que eu tento, que eu acho que é o mais correto possível.”, comentou o atacante.

Antes de chegar ao Corinthians, Pedro Raul já vestiu outras camisas de times brasileiros, como Atlético-GO, Goiás, Botafogo e Vasco da Gama. Seu maior destaque foi no Goiás, onde chegou a participar da seleção dos melhores jogadores do Brasileirão de 2022. Já sua passagem pelo Vasco, a última antes de deixar o Brasil, foi bem abaixo do esperado e a torcida do time carioca se viu bem decepcionada com seu desempenho dentro de campo.

Para adquirir os direitos definitivos de Pedro Raul, o Corinthians arcou com um valor total de 5 milhões de dólares, cerca de R$ 24,74 milhões na cotação atual, por 100% dos direitos econômicos do atleta. O clube mexicano, Toluca, que possuía os direitos, ficou com 20% da mais valia de uma negociação futura.

Comentários estão fechados.