Cria do Corinthians está sendo rejeitada no clube atual por motivo inacreditável

Existe uma linha muito tênue para o jogador de futebol na hora de uma cobrança de pênalti. Se bate de um jeito diferente do usual – com uma ‘cavadinha’, por exemplo – e erra, é execrado. Mas, se acerta, é colocado em um pedestal como um atleta diferente e com atitude. E é justamente por isso que um jogador formado pelo Corinthians está sendo rejeitado em seu atual clube.

Trata-se do zagueiro Robert Renan, que perdeu o pênalti decisivo diante do Juventude e foi responsabilizado pela eliminação um tanto quanto ‘precoce’ do Internacional, em casa, no Campeonato Gaúcho. Na ocasião, o jogador foi criticado até pelo técnico Eduardo Coudet, depois do jogo.

Robert Renan fez a mesma cobrança na Rússia, e foi campeão

Uma mesma cobrança de pênalti gerou dois resultados completamente diferente. Se há pouco menos de oito meses, durante a final da Supercopa da Rússia, Robert Renan bateu um pênalti chutando de ‘cavadinha’ e abriu o marcador para o Zenit, diante do CSKA, e saiu como herói…

Agora, pelo Internacional, o jogador foi colocado como o principal culpado pela eliminação do clube nas semifinais do Campeonato Gaúcho – diante do Juventude, em casa -, por ter seu pênalti defendido pelo goleiro Gabriel. Na sequência, para piorar, Kelvi Gomes converteu sua cobrança e garantiu o Juventude na final.

Formado nas bases do Corinthians, o promissor defensor subiu ao profissional em 2022 e logo foi vendido para o futebol russo – acumulando apenas 13 jogos pelo Timão. Menos de duas temporadas depois, acertou seu retorno ao país, mas para jogar no Inter, o que frustrou parte da Fiel torcida.

Comentários estão fechados.