Daniel Alves condenado: veja quanto tempo o jogador brasileiro deve ficar preso

Na manhã desta quinta-feira (22), finalmente o caso que envolve o jogador Daniel Alves recebeu um desfecho. Preso desde o início de 2023, quando começou as acusações de agressão sexual, cometida em uma balada na cidade de Barcelona, durante dezembro de 2022, ainda não se tinha um prazo para que o julgamento acontecesse e a pena definitiva fosse aplicada.

Entre os dias 5 e 7 de fevereiro, diversas testemunhas do caso, inclusive a vítima e o atleta, foram ouvidas para que uma decisão fosse tomada. 15 dias depois da última sessão, finalmente a juíza tomou uma decisão sobre o caso. Durante a última quarta (21), a defesa e acusação foi convocada a comparecer no tribunal hoje (22), onde o jogador foi considerado culpado pelo crime de agressão sexual.

Daniel Alves é condenado a vários anos de prisão e ainda terá de pagar indenização para a vítima

Na manhã desta quinta-feira (22), a juíza do caso de agressão sexual, onde Daniel Alves é acusado, proferiu a sua senteça. Ela determinou que o ex-jogador do Barcelona e São Paulo deverá ficar preso por quatro anos e seis meses. Além disso, o jogador terá de pagar a vítima 150 mil euros. Esse valor já havia sido depositado em juízo, conforme informado pelo Notícias do Timão.

O valor de indenização, mais a alegação de que o jogador estaria embreagado no momento em que houve a agressão, podem ter sido os fatores que levou a pena ser menor. Na Espanha, para casos como o do jogador, a pena máxima chega a 12 anos. Porém, existem algumas brechas que podem tornar esse tempo menor. Daniel pode recorrer desta decisão.

Comentários estão fechados.