Depois de muito tempo, Tite decide falar sobre o caso Daniel Alves

Daniel Alves foi condenado a quatro anos e seis meses de prisão na Espanha pelo crime de estupro contra uma jovem mulher, dentro de uma boate, no final do ano de 2022. O caso ganhou grande repercussão mundial e voltou aos holofotes após o julgamento e sentença do ex-jogador virem à tona.

Após a condenação, o que muito se questionou foi o silêncio de atletas e profissionais do futebol sobre o assunto. O fato de Neymar Jr. ter colaborado financeiramente para a redução da pena de Daniel Alves, também gerou revolta e dividiu opiniões na internet.

Em uma coletiva de imprensa após a vitória do Flamengo sobre o Fluminense por 2 a 0, no Campeonato Carioca, Tite foi questionado sobre a prisão de Daniel Alves e sua opinião sobre o assunto. O treinador que chegou a convocar o atleta algumas vezes para atuar na Seleção Brasileira, não fugiu do tema a respondeu a pergunta.

“Eu entendo a tua pergunta. Eu não posso fazer julgamento sem ter todos os fatos e as informações verdadeiras a respeito. Posso falar conceitualmente. Conceitualmente, todo erro deve ser punido. Mas não sou julgador e não tenho todos os fatos. Fora que há uma etapa de um profissional que trabalhou comigo e existem outras etapas profissionais e pessoais que ele também exerce. Essas eu não conheço e não posso julgar, tenho que ter muito cuidado. Vou dizer mais: quando fui numa coletiva que houve um problema com Neymar, foram 24 perguntas, tive que responder 18 a respeito de um suposto (estupro). E eu disse a mesma coisa, que eu não tinha conhecimento aprofundado. Mas quem erra deve ser punido. Foi assim que eu fui educado. Primeiro te ensino, segundo tu é punido para que aprenda.” – comentou Tite.

Daniel Alves foi condenado a quatro anos e seis meses de prisão pela justiça da Espanha, pelo crime de estupro. Além disso, ele deverá cumprir mais cinco anos em liberdade, supervisionado pela justiça, deverá se manter longe da vítima por nove anos e ainda deverá arcar com uma indenização que será paga com o valor doado por Neymar Jr. ao amigo Daniel Alves, depositado em conta judicial do caso.

Comentários estão fechados.