É de cair do cavalo o valor que Corinthians deve pra Caixa

Quando assumiu o cargo de presidente do Corinthians, após ser eleito pelos sócios do clube, Agusto Melo fez a promessa para sua torcida de que o clube paulista voltaria a lutar por grandes conquistas, ao lado de Flamengo e Palmeiras. Porém, ele terá alguns problemas para poder contornar durante esse caminho. O principal é a gigantesca dívida que a instituição possui.

De acordo com uma auditoria preliminar realizada pela Enerst & Young, a dívida total do clube já está na casa dos R$ 2 bilhões. Porém, uma parte é relacionada a construção da Arena Corinthians, hoje nomeada como Neo Química Arena. Até o momento, esse valor está na casa dos R$ 706 milhões, com a correção monetária mais juros previstos no momento da contratação do crédito.

Dívida de Corinthians com a Caixa gira na casa de R$ 706 milhões

Em 2013, quando conseguiu fechar um acordo para conseguir dinheiro emprestado para a construção da Arena Corinthians, a dívida era de R$ 400 milhões. Porém, mesmo com o pagamento de algumas parcelas ao decorrer dos anos, o valor aumentou de forma drástica, após alguns atrasos. Até o momento, essa dívida é de R$ 706 milhões e aumenta a cada dia, por conta dos juros.

No final de 2023, Duílio Monteiro chegou a fazer uma proposta de renegociação para a estatal, porém ela decidiu recusar por considerar o plano como inviável. Ainda com essa dívida, as partes negociam um acordo que fique melhor par ambos os lados. A exepectativa é de que em breve o clube apresente uma nova proposta de acordo para o banco.

Comentários estão fechados.