Emerson Sheik menciona sobre R$ 130 milhões e critica Augusto Melo no Corinthians

No início deste ano, após as eleições presidenciais no Corinthians, Augusto Melo assumiu o comando do clube e fez diversas promessas para o seu torcedor, como de que voltaria a lutar por grandes títulos. Porém, outro assunto recorrente no clube é a atual situação financeira. De acordo com novo levantamento, dívida da equipe pode ter chegado na casa dos R$ 2 bilhões.

Porém, mesmo com as falas de Augusto Melo preocupadas sobre a grande quantia devida, o que se viu nessa janela de transferências foi um Corinthians que estava disposto a gastar. No final desta primeira janela, foram R$ 130 milhões gastos com contratações. No programa “Domingol com Benja”, exibido ontem (10), no canal CNN, o ex-jogador criticou Augusto Melo por conta da postura diferente nos dois assuntos.

Emerson Sheik critica Augusto Melo por aumentar dívida do Corinthians

A situação financeira do Corinthians há tempos que vem piorando, em especial das altas dívidas que o clube teve e que acabou por não conseguir uma renegociação. Ao assumir a gestão do clube, Augusto Melo já tinha passado para o torcedor de que a situação financeira era complicada. Porém, no mercado de transferências, a equipe investiu pesado. O ex-jogador Emerson Sheik criticou o mandatário, por conta dessa postura.

“Eu não sou defensor do Duílio (ex-presidente), faz muito tempo que eu não falo com ele. Mas quando o Augusto fala que pegou um Corinthians sem dinheiro, ele gastou R$ 130 milhões de um Corinthians sem dinheiro… Quando o Augusto fala que o Matías Rojas finge que joga e o clube finge que paga, é no mínimo estranho. Futebol não é brincadeira.”, apontou Emerson.

Comentários estão fechados.