FIFA está preparando nova punição ao goleiro Cássio

A FIFA vem buscando meios de punir os jogadores dentro de campo, além dos cartões amarelos e vermelhos que geram expulsões definitivas no momento do jogo. Casos de ‘cera’ feitas por atletas que times que estão com o placar a seu favor é uma das maiores reclamações questionadas na FIFA que deve implantar ainda este ano, um novo método para penalizar as equipes.

A novidade do ‘cartão azul’, que já é alvo de polêmicas e vem causando debates antes mesmo de ser anunciada oficialmente, torna passível de punição no caso de faltas apelativas, que impedem chances claras de gol, reclamações acima do tom, além de ‘ceras’ causadas por jogadores que tem o placar da partida a favor da sua equipe.

E nem mesmo os goleiros estarão isentos de receber um cartão azul, caso a polêmica atualização venha ser sancionada pelo International Football Association Board (IFAB), órgão que define as regras de futebol. Em caso de punição com o cartão azul, o jogador ficaria de fora da partida por dez minutos. Além disso, nenhum jogador penalizado pode ser substituído durante seu período de afastamento.

No caso de punição para os goleiros, os técnicos teriam apenas duas opções para não deixar seu gol aberto por dez minutos:

  • utilizar um jogador de linha na posição de goleiro enquanto o período da punição estivesse em vigor;
  • substituir um jogador de linha permanentemente por um goleiro reserva; assim, quando acabasse o período de punição, teria que fazer uma nova troca (caso disponível), substituindo um dos goleiros por um jogador de linha reserva.

A decisão gerou muitas críticas a FIFA e o IFAB decidiu adiar o início do período de testes, por tempo indeterminado. O assunto voltará a debate na reunião geral anual que acontece no início do mês de março. Com a reação negativa maçante no mundo do futebol, o IFAB decidiu mudar os planos e realizar um novo debate sobre a novidade.

Comentários estão fechados.