Gabriel Medina confirmou vaga para substituir o futebol nas Olimpíadas de Paris

A ausência da seleção brasileira masculina nas Olimpíadas de Paris ainda é uma situação indigesta e os dirigentes da CBF parecem evitar comentar sobre. Atual bicampeão olímpico, o futebol masculino não estará em Paris, e a ausência da modalidade frustrou o Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

O vice-presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Marco Antônio La Porta, afirmou que apesar da não classificação do time masculino no esporte mais assistido no Brasil, a expectativa é de que o “Time Brasil” consiga compensar essa falta com outros esportes no quadro de medalhas.

“A gente ficou muito triste porque tinha muita esperança no futebol, mas o esporte tem essa cultura de viver expectativa por medalhas, e o que nós aprendemos em Tóquio é que na mesma oportunidade que você perde uma medalha, você ganha outra. Não conseguimos a classificado no futebol e um pouco depois já tivemos a classificação do Medina. Ficamos frustrados pelo fato de o futebol ser bicampeão olímpico, mas vamos compensar de outras formas” – declarou La Porta.

La Porta falou sobre o assunto na última quinta-feira (7) após o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) anunciar parceria com a companhia aérea Azul para transportar a delegação brasileira para os Jogos Olímpicos em Paris. A expectativa é que a maioria dos voos saia do Aeroporto de Viracopos, em Campinas.

O dirigente do COB também ressaltou a importância dos programas de avaliações individuais para o rendimento de cada confederação e afirmou que a comissão tem trabalhado com programas para avaliar confederações e atletas para ter um rendimento ainda maior. Os Jogos Olímpicos serão realizados entre 26 de julho e 11 de agosto, em Paris.

A Seleção Brasileira de Futebol Masculina, foi eliminada dos Jogos Olímpicos em Paris após perder sua classificação no clássico diante da Argentina. No dia 11 de fevereiro, o Brasil perdeu para os “Hermanos” por 1 a 0, na Venezuela. Após 20 anos e sendo o atual campeão do torneio, o Brasil está oficialmente fora das Olimpíadas em Paris.

Comentários estão fechados.