Informação é confirmada e Corinthians começa disputa na Série A como rebaixado

A atual situação do Corinthians não é nada boa. Desde que a temporada de 2024 começou, o Timão venceu apenas um jogo e segue uma sequência de cinco derrotas, até aqui. Com a péssima atuação da equipe dentro de campo, o Coringão segue com apenas três dos 18 pontos disputados até aqui e vive a crise da zona de rebaixamento no estadual.

Sem dúvidas, o Corinthians vive um dos seus piores inícios de temporada desde 1932. A mudança de gestão, ocasionou a saída de diversos jogadores e profissionais no elenco alvinegro. Uma reformulação geral segue sendo instalada no clube e os primeiros dias são cruéis para o torcedor Fiel.

Desde a chegada de 2024, o Corinthians já passou por diversas situações. Conseguiu o maior patrocínio master do Brasil, ao assinar com a VaiDeBet, trouxe Fabinho Soldado do Flamengo para assumir o cargo de diretor de futebol, além de Augusto Melo ter iniciado seu comando sobre a gestão alvinegra. Porém, no meio de notícias boas, o Timão está tendo que enfrentar situações nada agradáveis.

O zagueiro Lucas Veríssimo que tinha acordo verbal com atual diretoria, largou o clube e foi para a Arábia Saudita. Após sua saída, concedeu entrevistas onde alega que o Corinthians deve alguns valores e por isso estava insatisfeito. Além disso, o Timão vive intensamente, dia após dia o mercado da bola. Mesmo com sua atuais limitações, a nova diretoria quer poder contar com nomes de peso no atual elenco.

Mas esse processo de contratação vem sendo bem difícil. Com a fama de mau pagador deixada pelas antigas gestões, o Corinthians vive o dilema de ter que desembolsar altos valores para ter atletas, além de ter que adiantar dinheiro só para poder ter a documentação que regulariza esses jogadores. O processo de reformulação financeira segue em passos lentos mas bem pensados, e a diretoria comandada por Augusto Melo segue na luta para impedir erros e restaurar o gigante nome do Corinthians.

Com todos os acontecimentos que descabelaram a torcida Fiel, outro fator vem tirando o sono dos torcedores. Uma vitória em seis jogos. Cinco derrotas em seis jogos. Um tabu derrubado dentro de casa. Dois clássicos paulistas perdidos. A vida do torcedor corinthiano não segue fácil. Se o Campeonato Brasileiro terminasse com o atual aproveitamento das equipes em seus estaduais, O Corinthians seria rebaixado para a Séria B, estando na última posição da tabela.

Todas os times que estão na Série A em 2024, venceram pelo menos, duas partidas este ano, o que gerou a cada um no mínimo 50% de aproveitamento. O Corinthians com sua única vitória e amargas seis derrotas, soma uma aproveitamento de apenas 14,2% aproximadamente. A torcida alvinegra espera uma mudança a partir da próxima rodada.

O Timão entra em campo no próximo domingo (11), às16 horas (horário de Brasília), na Neo Química Arena, pela 7ª rodada do Campeonato Paulista, diante da Portuguesa que vive a mesma situação de aproveitamento na competição. As equipes disputarão os três pontos mais importantes da rodada e o Corinthians estará em casa, diante da sua torcida que cobra aos jogadores honra pela camisa que vestem.

Confira como ficaria a tabela do Brasileirão caso utilizassem o atual aproveitamento das equipes em seus campeonatos estaduais:

  1. Fortaleza: 4 vitórias, 1 empate = 86,6%
  2. Criciúma: 6 vitórias, 1 derrota = 85,7%
  3. Grêmio: 5 vitórias, 1 derrota = 83,3%
  4. Athletico-PR: 5 vitórias, 2 empates = 80,9%
  5. Fluminense: 5 vitórias, 2 empates = 80,9%
  6. Cruzeiro: 2 vitórias, 1 empate = 77,7%
  7. São Paulo: 4 vitórias, 2 empates = 77,7%
  8. Palmeiras: 4 vitórias, 2 empates = 77,7%
  9. Bahia: 5 vitórias, 1 empate, 1 derrota = 76,1%
  10. Internacional: 4 vitórias, 1 empate, 1 derrota = 72,2%
  11. Flamengo: 3 vitórias, 3 empates = 66,6%
  12. Cuiabá: 3 vitórias, 3 empates = 66,6%
  13. Juventude: 4 vitórias, 2 derrotas = 66,6%
  14. Vasco: 3 vitórias, 3 empates, 1 derrota = 57,1%
  15. Bragantino: 3 vitórias, 1 empate, 2 derrotas = 55,5%
  16. Atlético-GO: 3 vitórias, 1 empate, 2 derrotas = 55,5%
  17. Botafogo: 3 vitórias, 2 empates, 2 derrotas = 52,3%
  18. Vitória: 3 vitórias, 2 empates, 2 derrotas = 52,3%
  19. Atlético-MG: 2 vitórias, 2 derrotas = 50%
  20. Corinthians: 1 vitória, 6 derrotas = 14,2%

Comentários estão fechados.