Marcos Braz abre o jogo, diz como é sua relação com Gabigol e responde sobre renovação

No início da tarde desta sexta-feira (08), Marcos Braz aproveitou a apresentação oficial do zagueiro Leo Ortiz para vir a público e falar sobre as últimas notícias envolvendo o Flamengo – principalmente relacionadas à janela de transferências.

Dentre os assuntos abordados, o dirigente rubro-negro, que esteve ao lado de Bruno Spindel, falou sobre a negociação fracassada com Maycon e também a novela envolvendo Gabigol. Braz ainda criticou a falta de isonomia da CBF com relação à paralisação do Brasileirão durante a disputa da Copa América.

Marcos Braz não desiste de Maycon e mantém Gabigol no Fla

De bom humor, pela chegada de mais um reforço ao time carioca, Marcos Braz logo falou sobre sua relação atual com Gabigol – alvo de algumas polêmicas no último ano – e também sobre a situação do jogador no Flamengo, já que foi alvo de algumas sondagens.

“Em relação à pergunta da renovação dele, posso afirmar, mais uma vez, que a situação será resolvida no momento adequado. Pode ser certeza que em breve isso será resolvido de uma forma ou de outra. De resto o Gabriel sempre teve uma boa relação com a comissão e com todos. Em momentos pontuais, após tanto tempo, é lógico que pode acontecer uma coisa ou outra. Mas é um atleta que sempre cumpre seu horário e não tem nenhum tipo de problema com o Gabriel aqui”, disse.

O dirigente rubro-negro também falou da frustração na negociação com Maycon, mas garantiu que a recusa foi por parte do clube ucraniano, e não do jogador. Além disso, Braz ainda deixou o futuro em aberto e deu a entender que o Flamengo voltará a procurar pelo jogador na próxima janela.

“Dia 19 de fevereiro o Flamengo fez uma proposta para o Shakhtar e a proposta foi recusada. É difícil a gente fazer uma proposta, por um clube, que não tenha sido bem encaminhada com o empresário ou com o atleta. Não estou mais na fase de menino e nem de amador. Se a gente fez a proposta é que as coisas andaram bem na outra ponta (com o jogador). O que aconteceu é que o Shakhtar negou a proposta do Flamengo”, concluiu.

Comentários estão fechados.