Palmeiras quis ser Corinthians e passou vergonha enorme

Após passagem brilhante na Europa, Ronaldinho Gaúcho foi muito disputado por clubes brasileiros, quando surgiu a primeira oportunidade de voltar ao país, em 2011. Assim, em janeiro daquele ano, o jogador abriu conversas para retornar ao Brasil, quando ainda defendia o Milan, da Itália. 

Corinthians, Palmeiras e Flamengo eram os mais interessados na contratação de Ronaldinho Gaúcho. Conforme informações do UOL, o Rubro-Negro ofereceu R$ 1 milhão por mês, já o Verdão fez uma proposta para o jogador ganhar R$ 1,3 milhão mensalmente. Enquanto o Timão ofereceu R$ 1,8 milhão por mês ao atleta. 

O Palmeiras havia atendido todas as exigências feitas por Roberto Assis, irmão e empresário de Ronaldinho, dando como praticamente certa a negociação. “Fizemos uma proposta inicial. O Assis solicitou outra importância para fechar, nós concordamos e, para mim, está fechado. Ele disse que, se chegasse naquele número, fecharia. Para mim está tudo acertado, só falta o “ok” deles para ele poder vestir a camisa”, disse o então presidente do clube.

No entanto, o Flamengo oficializou a contratação de Ronaldinho Gaúcho no dia 11 de janeiro. “Tivemos adversários duros, momentos de angústia, mas sempre estivemos seguros de que a nossa proposta era boa. Em momento algum anunciamos que estava fechado. Só agora com os contratos assinados fizemos isso. Mas como disse o Ronaldo, Flamengo é Flamengo. Mesmo com dúvidas, e com pessoas nos subestimando, nós vencemos”, disse Patrícia Amorim, então presidente do Flamengo, na época.

Tentativa do Corinthians por Ronaldinho Gaúcho 

Recentemente, em entrevista ao podcast PodPah, Ronaldo Fenômeno explicou o motivo do Corinthians não ter fechado com Ronaldinho em 2011. Vale destacar que seis anos depois, já aposentado, o ex-atleta revelou o desejo de ter atuado com a camisa do Timão. 

“A gente tentou muito o Ronaldinho Gaúcho no Corinthians, mas o Assis (ex-jogador, irmão e empresário) me deu uma pernada. Estava quase fechado, o Assis foi e deu uma pernada, levou ele para o Flamengo. Falamos, estava tudo certo. Era para dar continuidade. Eu ia parar, ele ia entrar. O Assis me deu uma pernada que eu não esqueço essa”, revelou Ronaldo.

Comentários estão fechados.