Receita que deu certo no Corinthians foi repetida em todo o Brasil

Ontem (7) teve fim, de forma oficial, a primeira janela de transferências da temporada do futebol brasileiro. O Corinthians foi um dos times que mais investiu na contratação de jogadores, ao menos nesse primeiro semestre. Hoje, sob o comando de António Oliveira, a equipe demonstra que pode sonhar mais alto nesta temporada. A principal contratação da equipe foi Igor Coronado, que atuou por anos no futebol árabe.

Para o restante dos outros times brasileiros, essa foi a oportunidade perfeita para tentar copiar uma receita que já deu certo no Corinthians há alguns anos atrás. Trata-se de um estrangeiro usando a camisa 9 do clube. Hoje, na equipe paulista, Romero é quem carrega tal honra. Em momentos anteriores, o própio foi importante para a conquista de Campeonato Brasileiro.

Outros clubes copiam o Corinthians e passam a usar estrangeiro como camisa 9

Na história recente do Corinthians, um estrangeiro usar a camisa 9 do Corinthians foi sinônimo de sucesso. Em 2012, foi a vez de Guerrero usar esse número e ser uma das principais peças para a conquista da Libertadores e Mundial de Clubes. Ángel Romero, com o mesmo número, foi campeão brasileiro nos anos de 2015 e 2017. Nesta janela de trânsferências, outras equipes decidiram adquirir um estrangeiro para ser seu atacante de referência.

O Cruzeiro foi o último clube a conseguir contratar um estrangeiro para ser o seu estrangeiro de referência lá na frente. Dinenno se junta a nomes como o de Cano e Calleri entre os centrovantes estrangeiros e, até o momento, nove equipes da Série A do Campeonato Brasileiro possuem um atacante que nasceu fora do Brasil.

Comentários estão fechados.