Romero vive momentos tensos na Rússia e pode voltar antes do esperado ao Corinthians

Um dos principais jogadores do elenco do Timão, vive momentos e tensão na Rússia e pode voltar antes do esperado para o Brasil. O atacante Romero, do Corinthians, que está com a seleção do Paraguai, na Rússia, deve retornar mais cedo ao Centro de Treinamento Dr. Joaquim Grava, em São Paulo.

A seleção paraguaia estava com amistoso marcado no país europeu, porém a partida foi cancelada após um atentado na última sexta-feira (22), na casa de shows Crocus City Hall com mais de 100 mortos. Os paraguaios devem retornar a América do Sul após o atentado. O ataque, assumido pelo Estado Islâmico, é tido como o pior sofrido pelos russos nos últimos 20 anos.

O elenco comandado pelo treinador Daniel Garneiro, estava em Sochi e viajaria no último sábado (23) para Moscou, para o duelo amistoso marcado para esta data FIFA. Pensando na integridade física e na segurança dos atletas, e comissão técnica, a Associação Paraguaia de Futebol (AFP), cancelou o embate e viabiliza o retorno em segurança.

O amistoso era uma oportunidade de Ángel Romero se manter ativo dentro do futebol, já que o Corinthians só deve ter partidas oficiais em abril. Eliminado precocemente do Campeonato Paulista, ainda na fase de grupos, a equipe alvinegra só deve voltar a campo pelo primeiro jogo da Copa Sul-Americana no dia 02 de abril, às 21h30 (horário de Brasília), contra o Racing do Uruguai, fora de casa.

Antes do duelo internacional, o Corinthians tem um amistoso marcado contra o Londrina, no dia 27 de março. Romero deve reintegrar o elenco, assim que voltar da Rússia e consequentemente, participar do amistoso da equipe alvinegra. A ideia de promover jogos não oficiais é para que o elenco do Timão revise seu entrosamento e analise possíveis falhas a serem corrigidas antes do início do Brasileirão que está programado para acontecer a partir do meio de abril (previsão de início para 13, 14 e 15 de abril).

Comentários estão fechados.