São Bernardo perdeu a cabeça logo antes de enfrenar o Corinthians

Decidida em duelo único, a atual fase da Copa do Brasil pode ser alvo de possíveis trocas de mando de campo. Prova disso, foi o pedido da diretoria do Corinthians ao São Bernardo, em atuar no estádio do Morumbi ao invés da casa do clube do ABC Paulista. O que foi prontamente negado pelo Bernô.

De acordo com a diretoria do clube aurinegro, a intenção do clube foi priorizar o desempenho esportivo ao invés da renda – já que no Morumbi, o público presente no estádio seria muito maior que no Municipal 1º de Maio (casa do São Bernardo).

Vaga à 3ª fase da Copa pode render R$ 2,1 milhões

Ao priorizar o desempenho esportivo, o executivo do São Bernardo, Lucas Andrino, fez uma escolha lógica. Afinal, atuando dentro de casa – onde já venceu o Timão neste ano, em duelo válido pelo Paulistão -, o time tem mais chances de se classificar no torneio. E, com isso, ganharia nada menos que R$ 2,1 milhões de premiação, o que seria semelhante à uma renda cheia no Morumbi.

“O Corinthians nos deu essa sugestão, onde a gente ficaria praticamente com toda a renda, mas não é essa a nossa prioridade. Qual seria o recado que eu mandaria para o meu time, se vendesse o jogo para outro estádio pensando em dinheiro? […] conversei com a nossa comissão, com o nosso elenco e com o proprietário do time. Claro que o dinheiro é importante, mas estamos pensando na vaga neste momento”, disse Lucas Andrino, em entrevista especial ao jornalista Danilo Lavieri, do UOL.

O Corinthians entra em campo na noite desta quinta-feira (14), às 20h (de Brasília), para encarar o São Bernardo no estádio Municipal 1º de Maio, também chamado ocasionalmente de Primeirão. O confronto é válido pela segunda fase da Copa do Brasil, e em caso de empate a partida será decidida nas penalidades.

Comentários estão fechados.