STJ pode estar decidido sobre prender ou não Robinho no Brasil

Nos últimos meses, as páginas dos noticiários policiais estiveram lotadas com casos envolvendo grandes jogadores. Por exemlo, nas últimas semanas, o lateral Daniel Alves foi condenado a quatro anos e meio de prisão, na Espanha, pelo crime de agressão sexual. Enquanto o ex-Barcelona segue preso, um outro jogador, que passou por grande equipe europeia, pode ficar preso no Brasil.

Robinho foi condenado, na última instância da justiça italiana, pelo crime de estupro sexual em grupo contra uma jovem albanesa. Em liberdade no Brasil, a justiça italiana solicitou que o atleta cumprisse a pena no país, já que por lei o mesmo não pode ser extraditado para cumprir a pena no país europeu. Próximo do julgamento, que pode definir o seu destino,o STJ já pode mandar prender Robinho.

Robinho já pode ser preso antes do julgamento, afirma ministros do STJ

No dia 20 de março está previsto o julgamento, que tem como o objetivo de definir se o atacante Robinho irá cumprir a pena da justiça da Itália no Brasil ou se ele seguirá em liberdade. Porém, a sua prisão pode acontecer antes do previsto. De acordo com alguns ministros do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), o jogador já pode ir para atrás das grades antes da decisão final.

Mesmo que o julgamento esteja previsto para acontecer no dia 20, a decisão final só deve ser anunciada dias ou semanas depois. Para poder evitar qualquer tipo de fulga do atleta, dependendo da decisão, a partir do dia julgamento ele já pode receber um mandato de prisão.

Comentários estão fechados.