Venda de Breno Bidon vai render bolada astronômica pro Corinthians

Grande nome do Corinthians na Copa São Paulo deste ano, quando o clube foi campeão sobre o Cruzeiro, Breno Bidon está de contrato novo. Seu vínculo com o clube do Parque São Jorge, agora, é válido até o fim de 2028, com 90% de seus direitos econômicos pertencendo ao Timão.

A jovem promessa, de apenas 19 anos, foi integrada ao elenco profissional nesta temporada, pouco depois de ser o grande craque da Copinha. Além disso, o volante já começava a despertar o interesse de clubes europeus, fazendo com que o Corinthians se apressasse para melhorar os números de seu contrato.

Multa para o exterior ultrapassa os R$ 540 milhões

Depois de aumentar em três temporadas o seu contrato com o Corinthians, Breno também viu seus valores cresceram. Para um clube de fora do país contratá-lo, terá de desembolsar cerca de 100 milhões de euros (aproximadamente R$ 543 milhões) e a quantia para times do Brasil será de R$ 120 milhões.

A meta de Breno Bidon, de acordo com seu estafe, é permanecer no clube e construir uma história no elenco principal do Corinthians – para, só depois, pensar em uma venda para fora do país. A tendência, agora, é que Bidon ganhe cada vez mais chances com António Oliveira.

Bidon estreou na última rodada da fase de grupos do Campeonato Paulista, no empate sem gols diante do Água Santa, quando o Timão entrou com um time considerado alternativo em campo – por já não ter mais pretensões na competição estadual. No jogo seguinte, já pela Copa do Brasil, foi titular pela primeira vez, após lesão de Maycon no aquecimento.

Comentários estão fechados.