Verdão não quer saber e manda DOIS embora após se dar mal fim de semana

O final de semana não foi nada bom para os torcedores alviverdes neste Campeonato Paulista. Além do empate do Verdão com o Corinthians, depois de começar vencendo por nada menos que 2 a 0 e ainda contar com dois jogadores a mais que o rival nos minutos finais, o Guarani foi outro time verde que não conseguiu alegrar seus fanáticos.

Até por isso, o clube do interior afastou o CEO Ricardo Moisés e demitiu dois do departamento de futebol. Tudo, após a derrota por 1 a 0 para a Portuguesa, no estádio do Canindé, que deixou o clube na ‘vice-lanterna’ do estadual e com grandes chances de rebaixamento.

Clássico não de joga, se vence

Os mais saudosistas podem até considerar o duelo entre Portuguesa e Guarani um verdadeiro clássico do futebol paulista. Afinal, são nada menos que dois finalistas de Brasileirão e Campeonato Paulista. E o confronto do último domingo (18), era de suma importância para as pretensões de ambos.

Com a vitória, a Portuguesa saiu da zona de rebaixamento e entrou na de classificação ao mata-mata (dentro do Grupo A). Já o Guarani, com a derrota, se afundou ainda mais na degola e já está matematicamente sem chances de avançar de fase. A luta agora é, de fato, brigar para não cair.

Até por isso, o clube confirmou o desligamento do superintendente Juliano Camargo e do auxiliar-técnico Rodrigo Leitão. Além disso, ainda afastou o CEO Ricardo Moisés, que ficará afastado das funções ligadas ao futebol por tempo indeterminado.

Comentários estão fechados.