Vitor Pereira faz cobrança pesada ao Corinthians

Ex-treinador do Corinthians, Vitor Pereira teve uma boa passagem pelo Timão que foi ofuscada com sua conturbada saída do clube. Após alegar problemas de saúde com sua sogra, o técnico português deixou o Corinthians e retornou a Portugal, porém após um mês, Vitor foi anunciado pelo Flamengo onde não chegou a ficar quatro meses, após perder todos os títulos disputados com a equipe.

No último mês, o processo movido pelo ex-comandante alvinegro contra o Corinthians veio à tona e o treinador, juntamente com sua comissão técnica, cobram valores milionários ao clube na Justiça. Cinco pessoas que pertencem a comissão técnica de Vitor Pereira, cobram na justiça o valor de R$ 3 milhões ao Coringão, incluso FGTS, 13ª salário proporcional e férias.

Já o português Vitor Pereira, não teve ‘pena’ e cobra um valor aproximado de R$ 7,5 milhões ao Corinthians, referente aos nove meses que esteve à frente do comando técnico do Timão. No valor cobrado, estão inclusos FGTS, 13ª salário proporcional e férias. No total, as duas dívidas chegam a R$ 10,5 milhões.

O profissionais que entraram com o processo trabalhista com o Corinthians são: Antonio Alexandre Moreira Ribeiro de Ascensão (preparador físico), Bruno Filipe Araujo de Moura (analista de desempenho), Luís Nuno Antunes Nedio, (analista de desempenho), Luís Miguel Moreira da Silva (auxiliar técnico) e Filipe Jorge Monteiro Almeira (auxiliar técnico). Todos saíram do Corinthians juntamente com Vitor Pereira, em dezembro de 2022.

Vitor Pereira no Brasil

Vitor Pereira levou o Corinthians para as quartas de final da Copa Libertadores em 2022, algo que não acontecia desde 2012. No mesmo ano, o treinador chegou a final da Copa do Brasil, após vencer o Fluminense na Neo Química Arena por 3 a 0. Acabou ficando com o vice-campeonato ao perder nos pênaltis para o Flamengo no estádio Maracanã.

Deixou o Corinthians em novembro de 2022, após alegar problemas de saúde da sua sogra que reside em Portugal. Um mês depois, o treinador foi anunciado pelo Flamengo, gerando grande revolta na torcida Fiel que o chamou de ‘traidor’. Pela equipe carioca, o comandante atuou pouco mais de três meses, sendo demitido em abril de 2023 após perder todos os títulos disputados.

Comentários estão fechados.