Você sabia? Corinthians possui seu próprio hotel

O Corinthians vive em constante processo de reformulação e melhorias dentro do clube. A melhorias visam uma melhor experiência para seus atletas de todas as categorias e competições. O que talvez muitos torcedores não saibam é que o Corinthians possui um hotel próprio que comporta seus jogadores quando necessário.

Em 2011, o Corinthians iniciou a construção das obras do hotel Gildásio Miranda, que fica dentro do Centro de Treinamentos Dr. Joaquim Grava. O nome do hotel onde a equipe do corinthiana fica concentrada antes das partidas se chama Gildásio Miranda, em homenagem ao ex-roupeiro do clube.

O hotel além de contar com os quartos, possui área de lazer para os jogadores e profissionais que se hospedam nele. A mesa de sinuca do local não possui o tradicional pano verde, devido as regras de cores impostas dentro da instituição do Corinthians. O hotel Gildásio Matos Miranda foi inaugurado ainda em 2011 ainda no mandatário de Andrés Sanchez, que se despediu da presidência na festa de inauguração do local. O nome homenageia o roupeiro Miranda.

O verde, cor que representa o Palmeiras, não foi utilizado nem na mesa de sinuca do salão de jogos do hotel. Para evitar referências ao maior rival, o Corinthians preferiu o tradicional tom alvinegro não apenas no bilhar, mas também nas mesas de carteado, pingue-pongue e pebolim (chamado de pimbolim, totó, pacau ou fla-flu, dependendo da região do Brasil).

Assim como o restante do CT, o hotel do Corinthians foi pintado também de roxo, cor instituída no clube pelo diretor de marketing Luis Paulo Rosenberg que não foi ao evento de inauguração. A cor foi rejeitada na época, pela principais torcidas organizadas do clube.

Comentários estão fechados.